Blog

Visual Merchandising

Descubra o que é Visual Merchandising

A vitrine tem um grande poder de sedução, sendo um dos principais fatores que levam uma pessoa a escolher entrar na sua loja em vez de outra, por isso a prática do vitrinismo é muito importante. Mas o que fará com que o consumidor permaneça na sua loja? A coerência entre a mensagem que você transmite através da sua vitrine e a mensagem que você passa no interior da sua loja – com a disposição de produtos, mobiliário, iluminação, sonorização, aroma, entre outros elementos, será a responsável por manter o seu cliente no ambiente, além de claro a qualidade do seu produto. À esse conjunto de estratégias, que proporcionam uma experiência ao cliente que visita a sua loja, damos o nome de Visual Merchandising.

O Visual Merchandising é uma atividade que está inserida na prática do Merchandising, que por sua vez é uma ferramenta do Marketing. O Marketing é um conjunto de ações desenvolvidas para atender a necessidade dos clientes com foco em resultados e metas. O Merchandising seria uma dessas ações, e tem como objetivo o planejamento e a operacionalização de atividades dentro de uma loja ou PDV voltadas para a apresentação dos produtos de modo a criar impulsos de compra nos consumidores. Por sua vez, o Visual Merchandising é o que ajuda a tornar essa exposição de produtos mais eficaz –com o objetivo de alavancar as vendas e reforçar marcas, trabalhando a composição estética e a valorização do produto, aliando técnicas de marketing e comunicação visual.

Uma loja é um espaço de convergência entre produto, marca e consumidor, viabilizando a comunicação entre esses pilares. O  Visual merchandising envolve todos os aspectos do ambiente de varejo e é também o responsável por projetar a imagem da empresa para o seu público, trabalhando com a percepção do cliente. Como explica a fundadora e diretora criativa da Whatever Varejo Criativo, Ariela Ranielly, “a construção de um espaço físico (materiais, elementos decorativos, texturas, design, iluminação, entre outros) coerente com o propósito e o discurso da marca reforça ícones, símbolos e experiências relacionadas ao lifestyle do público alvo”. Assim, ela ressalta que para garantir essa coesão é preciso transmitir as mensagens de modo a demonstrar o posicionamento da marca, que deve aparecer nos elementos decorativos e em expositores, de forma a contar uma história na ambientação do espaço. Um exemplo simples é lembrar que uma loja ecologicamente correta não deve utilizar televisões que consomem um alto nível de energia para compor o seu layout, pois isso iria contra os princípios dessa marca.

O essencial é lembrar que para que a prática seja eficiente e colabore com o aumento das vendas, as ações de Visual Merchandising precisam ser estratégicas e, acima de tudo, impactantes para atingir o público de uma forma positiva.

Muitos elementos podem contribuir para esse impacto, levando a um aumento de vendas e a fidelização de clientes. O Visual Merchandising é uma ferramenta muito importante e um fator decisivo se levarmos em consideração que 90% das informações que assimilamos são absorvidas através dos nossos olhos. Além disso, segundo a associação POPAI-Brasil, 81% da decisão de marca é tomada no ponto-de-venda, por isso traçar boas estratégias para os seus materiais de ponto-de-venda é essencial para uma campanha bem-sucedida.

O profissional da área deve estudar a marca e o comportamento do consumidor, para definir os passos do público pela loja, quais são os hot spots e onde devem ser expostos os produtos chave de forma a incrementar as vendas. Para criar uma experiência ideal, o visual merchandiser – como é chamado esse profissional, se utiliza de materiais que os clientes podem ver, tocar e sentir. Ele atua na criação e montagem de ilhas, paredes e gôndolas, no planejamento de soluções para ordenar os produtos expostos e desenvolve projetos de iluminação, sonorização e aromatização, levando em consideração a estética do local e estratégias para atingir o público alvo com a intenção de aumentar a desejabilidade da marca.

Além dos fatores internos citados acima, também faz parte do Visual Merchandisign elementos da área externa das lojas, como fachadas e comunicação de vitrines. Até mesmo a postura de atendentes faz parte do processo.

 “Para que o visual merchandising de uma loja seja eficaz é preciso ter um bom layout – que permita que o cliente circule na loja sem dificuldades e visualize claramente a oferta de itens –, uma boa exposição – que torne o produto visível (sem excessos e poluição visual), acessível (ao alcance dos olhos e do toque) e atrativo (sugerindo formas de uso) –, e uma comunicação visual clara e inteligível – que ajude a guiar o consumidor pelo ambiente e facilite seu processo de compra.” (Ariela Ranielly) 

Confira algumas dicas sobre Visual Merchandisign que a Sul Acrílicos reuniu para você:

– Pense na estrutura do local de maneira íntegra: o Visual Merchandising engloba diversos fatores como placas de comunicação, expositores, fachadas, aromas, sonorização e tudo mais que a sua criatividade possa imaginar para alavancar as vendas.

– Não explore apenas datas comemorativas e estações do ano: busque explorar as tendências do momento, os assuntos mais falados como temas para compor a sua vitrine e demais mídias, por exemplo. Claro, sempre levando em consideração o seu público e clientes.

 – Invista nos locais mais visitados do seu estabelecimento: observe onde há mais concentração de clientes e visitantes para explorar o ambiente da melhor maneira.

 – Não esconda valores: o preço do seu produto é um dos fatores que influenciam muito na decisão de compra. Assim, você pode agilizar o processo de venda.

 O propósito do Visual Merchandising.

A importância de um projeto de iluminação em um PDV.

Descubra a VitrineMedia e os Displays LED inovadores que podem ajudar a compor a ambientação da sua loja.

Fone: +55 55 3286 4550 +55 11 30425472 +55 51 40429932
E-mail: contato@sulacrilicos.com.br
@sulacrilicos